O segundo Boeing 737 MAX 8 da Gol Linhas Aéreas, de matrícula PR-XMB, chegou no Brasil na manhã de hoje, através do Aeroporto de Confins em Minas Gerais.

O pouso ocorreu às 09h44 na cabeceira 16 de Confins, o voo fez uma escala em Punta Cana para reabastecimento, antes de seguir o voo. A partida aconteceu do Seattle Boeing Field, o centro de entregas da Boeing localizado na costa oeste dos Estados Unidos.

Em Confins a aeronave vai passar pelo processo de nacionalização, algo que dura por volta de uma semana, e logo após o 737 MAX 8 será colocado na frota da companhia, realizando voos nacionais inicialmente, para depois assumir rotas para países da América do Sul.

Boeing 737 MAX 8 na frota da GOL

A GOL reforçou anteriormente que o novo 737 MAX será até 15% mais econômico em comparação com suas aeronaves 737 NG mais recentes. Além de gastar menos combustível as aeronaves 737 MAX 8 vão contar com uma maior autonomia de voo, de até 6500 km (em comparação aos 5500 km atuais) e um MTOW de até 82 toneladas.

Desta forma, a GOL poderá oferecer voos sem escalas para os mercados de Miami, Ft. Lauderdale e Orlando, destinos de alta demanda procurados pelos brasileiros. O 737 MAX também é mais silencioso, com ruído 40% menor quando comparado ao atual 737 NG.

A GOL também já anunciou voos com o 737 MAX 8 para Quito, no Equador, a partir de dezembro deste ano.

O cockpit foi atualizado para ficar mais parecido com o Boeing 787, agora são quatro telas grandes, em uma configuração quase Glass Cockpit, de acordo com pilotos que treinaram para a nova aeronave, alguns sistemas foram automatizados em relação ao 737 NG, economizando tempo e atenção do piloto.

A expectativa é, também, gastar até 8% menos de combustível por assento em relação ao modelo A320neo, utilizado pelas concorrentes.

A GOL deve receber 135 aeronaves 737 MAX para receber até 2028, contabilizando também a última alteração realizada pela companhia em julho, que inclui 30 aviões 737 MAX 10, e um pedido para mais 15 aeronaves da família 737 MAX.