KC-390 Foto - Embraer

Boa parte do prejuízo de R$ 160 milhões apresentado pela Embraer nos dados financeiros do 1º trimestre de 2019, é derivado de uma dívida do governo em projetos de defesa.

A empresa apresentou nos seus dados uma dívida de US$ 100 milhões do Governo Federal, referente ao projeto do KC-390, isso significa que a Embraer recebeu apenas 25% do valor desse projeto até o momento, daquilo que o governo deveria repassar antes da entrega da primeira unidade, para desenvolvimento do novo cargueiro multi-função.

A Embraer não tem boas perspectivas sobre essa dívida, que pode aumentar com o corte de verbas para as Forças Armadas, de 44% e anunciado pelo Ministro da Defesa nos últimos dias.

Enquanto isso, a Embraer segue com o cronograma do programa KC-390, que recebeu certificações no final de 2018. A empresa deve entregar a primeira unidade do KC-390 para a Força Aérea Brasileira nos próximos três meses.

No 1T19, apesar da queda no número total de entregas, a Receita líquida da Embraer permaneceu estável em relação ao 1T18 e ficou em R$ 3.121,3 milhões. Porém a empresa reportou um prejuízo líquido de R$ 160,8 milhões, cerca de 23% maior, em comparação com o 1T18.