Foto: TAM Aviação Executiva.

Foi entregue em julho o primeiro helicóptero monoturbina Bell 407GXi IFR para um cliente brasileiro, informou a TAM Aviação Executiva. A aeronave recebeu a certificação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) em abril do ano passado. 

A entrada de operação do primeiro monotomor IFR no mundo já está impactando todo o mercado e trazendo frutos para a Bell. O 407GXi passou a ser líder do segmento de 7 assentos com uma considerável vantagem, até mesmo em 2020, ano marcado pela pandemia, com 53 unidades fabricadas frente a 20 do seu concorrente.

No mercado brasileiro também já percebemos um grande impacto, com um aumento considerável da demanda e supremacia do 407 em Marketshare de vendas em 2021 em seu segmento, com mais de 50% das vendas nacionais.

Foto: TAM Aviação Executiva.

Vale ressaltar que o modelo é o único monoturbina a poder realizar voos por instrumentos single pilot no Brasil. O Bell 407GXi com a certificação IFR tem uma operação muito mais segura e, ao mesmo tempo, versátil, permitindo novos voos e rotas, como por exemplo, realizar um voo para o litoral em condições meteorológicas não favoráveis, como em um dia de chuva ou com muito nevoeiro.

Esta sempre foi uma característica exclusiva de helicópteros biturbinas (com dois motores), o que demonstra que o Bell 407GXi atingiu um nível de segurança e capacidade técnica sem iguais para o mercado de monoturbinas, além de ser considerado o modelo de menor custo operacional do mercado na categoria de 6 assentos ou mais e também o modelo IFR com operação mais econômica disponível.

A versão IFR integra uma série de redundâncias dos sistemas da aeronave a fim de propiciar a segurança de voo necessária para garantir a certificação para voo por instrumento.

Além disso, para ser equipado com o kit IFR, o helicóptero também recebe alguns equipamentos opcionais, entre eles o novo piloto automático de 3 eixos (também certificado para a versão VFR do 407), kit de bateria com amperagem ampliada e novo radar altímetro, integrado com o painel G1000H NXi. Isso tudo resulta em maior segurança para os voos de rotina, mesmo quando não estiver voando em IFR, comprovando que a plataforma do Bell 407 é uma das mais seguras do mercado, destaca a TAM Executiva. 

Foto: TAM Aviação Executiva.

O Bell 407 é o modelo que mais se atualizou no mercado nos últimos anos, incluindo a nova versão GXi lançada em 2019, que integra FADEC duplo e novo painel G1000H NXi (ambos equipamentos consagrados pelo incremento no nível de segurança de voo, que hoje também integram o outro monomotor leve da Bell, o Bell 505 Jet Ranger X), além de ser equipado com a turbina Rolls-Royce M250-C47E/4, que é mais leve e reduz ainda mais o custo operacional com menos consumo de combustível.

O passageiro também pode ser conectado ao painel via Bluetooth e Wi-Fi (com o opcional Flight Stream 510), com aparelhos celulares e tablets. Dessa forma, ele poderá acompanhar simultaneamente o voo e acessar a transmissão de plano de voo e sua localização via GPS e a opção de sistema de monitoramento remoto HUMS (Foresight MX).

Com mais de 6 milhões de horas de voo acumuladas no mundo e mais de 1.500 unidades produzidas desde sua certificação, em 1995, o Bell 407 é uma das plataformas de asa-rotativa mais consagradas e consolidadas no mercado mundial.

É reconhecido também como uma das aeronaves com menor custo operacional do mercado e também como um dos poucos helicópteros “full-full” (que permite tanque cheio com todos os passageiros a bordo, seguindo os critérios mais exigentes do manual de voo).

Foto: TAM Aviação Executiva.

Informações técnicas:

  • Alcance: 365NM / 676 km (Cruzeiro Econômico, PMD, 4.000 ft, ISA, Sem Tanque Auxiliar, Sem Reserva de Combustível)
  • Número de assentos: 1+6 ou 2+5 (pilotos + passageiros)
  • Velocidade máx. de cruzeiro: 141 ktas / 261 km/h (4,000 ft, ISA + 20 °C)
  • Peso máximo de decolagem: 5.250lb / 2.381 kg
  • Motorização: Rolls-Royce M250 – C47E/4
  • Aviônicos: Garmin G1000H NXi
  • Preço FOB: USD 4.300.000,00 (sem impostos), na versão IFR completa. 

Via TAM Aviação Executiva. 

DEIXE UMA RESPOSTA