Foto - GOL/Divulgação

Faltando poucos meses para receber o primeiro 737 MAX 8 da sua frota, a GOL já conta com a montagem final da sua aeronave pela fabricante norte-americana Boeing, de acordo com fontes na própria fabricante.

O primeiro 737 MAX 8 da GOL possivelmente terá a matrícula PR-XMA, e deverá chegar no Brasil entre junho e julho de 2018, sendo mais provável alguma data em junho.

Ainda neste ano a GOL espera receber entre oito e dez novos aviões do modelo 737 MAX 8. Todos os aviões serão encaminhados para a realização de voos internacionais, de acordo com o presidente da companhia Paulo Kakinoff, em uma entrevista à Bloomberg concedida recentemente.

A Boeing já consegue montar um 737 MAX 8 em cerca de nove dias, de acordo com a empresa. Você pode conferir mais sobre isso Clicando Aqui. Esse período não contabiliza a pintura e os voos de testes, antes da aceitação da empresa no ato da entrega.

A GOL reforçou anteriormente que o novo 737 MAX será até 15% mais econômico em comparação com suas aeronaves 737 NG mais recentes. Além de gastar menos combustível as aeronaves 737 MAX 8 vão contar com uma maior autonomia de voo, de até 6500 km (em comparação aos 5500 km atuais) e um MTOW de até 82 toneladas.

Desta forma, a GOL poderá oferecer voos sem escalas para os mercados de Miami, Ft. Lauderdale, Orlando e Cancún, destinos de alta demanda procurados pelos brasileiros. O 737 MAX também é mais silencioso, com ruído 40% menor quando comparado ao atual 737 NG.

Com a configuração da GOL, o 737 MAX 8 fornecerá 500 km a mais de alcance em comparação com o modelo A320neo, e permitirá que a GOL acrescente 9 assentos em relação a sua configuração sem perder a classificação A na de espaço entre assentos. A expectativa é, também, gastar até 8% menos de combustível por assento em relação ao modelo A320neo, utilizado pelas concorrentes.

Os novos aviões vão contar com o Sky Interior tradicional nas novas aeronaves da Boeing, além de internet a bordo e entretenimento on-demand via Wi-Fi. A GOL tem uma encomenda de 120 aeronaves 737 MAX para receber até 2028.