Boeing 767 Austrian Airlines Arizona
Foto: Alejandro Hindez

O primeiro Boeing 767-300 aposentado da Austrian Airlines começou a ser desmontado no deserto do Arizona, onde se encontram diversas outras aeronaves estocadas. A aeronave de 30 anos que voava com a matrícula OE-LAT já está sem os motores e tudo indica que será uma aeronave de reposição.

O Boeing 767 que costumava voar pela Austrian para destinos nos EUA, agora se encontra em seu destino final e sem volta. Com a atual crise praticamente obrigando as companhias aéreas a renovarem suas frotas, aeronaves mais antigas como este Boeing acabam sendo retirados mesmo em ótimo estado de preservação.

O OE-LAT foi fabricado em 1991 tendo sido entregue a Martinair como PH-MCK, pouco tempo depois em dezembro do mesmo ano foi repassado a Lauda Air tendo recebido a matrícula OE-LAT. Ainda voou pela Lauda Air Italy, retornou a empresa matriz antes de ser repassado a Austrian Airlines em 2007.

Desde então voou pela empresa austríaca até março de 2021, quando no começo do mês foi enviado para o deserto do Arizona. Com 133.000 horas de voo, se tornou o primeiro Boeing 767 a ser retirado definitivamente da frota da companhia aérea que agora deverá manter uma frota menos diversificada visando reduzir custos.

Assim como esta aeronave, diversas outras enviadas para o Arizona tendem a se tornar ponto de peças de reposição para outros aviões que ainda estão em operação. Da aeronave é retirado tudo aquilo que ainda possa ser reaproveitado, os motores foram os primeiros e já foram enviados à uma empresa especializada. 

 

Fonte: AeroTelegraph