Produção de aeronaves da Boeing será investigada por falhas

De acordo com uma publicação do Wall Street Journal, o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) e a Federal Aviation Administration (FAA) estão investigando a produção de aeronaves da Boeing, após diversas falhas com o 737 MAX, reportadas pela própria empresa.

Algumas inspeções apontaram que FODs foram encontrados nos tanques de combustível de alguns 737 MAX, armazenados em três locais no estado de Washington e em San Antonio (TX).

Esses aviões foram produzidos entre março e dezembro de 2019, de acordo com um relatório anterior da Boeing.

Detritos de objetos estranhos (FODs), um termo industrial para panos, ferramentas, aparas de metal e outros materiais deixados pelos trabalhadores durante o processo de produção, tem sido um problema de controle de qualidade para várias aeronaves da Boeing, como em seus aviões-tanque KC-46.

O Seattle Times já havia relatado no passado que investigadores do Departamento de Justiça estavam coletando informações sobre problemas de fabricação na fábrica da Carolina do Sul, onde a Boeing monta seu 787 Dreamliner.

Fontes informam que a Administração Federal de Aviação possivelmente adotará ações de aplicação da lei civil, resultando em uma multa multimilionária contra a Boeing. O regulador federal também elaborará planos para aumentar a supervisão do governo e aprimorar as inspeções nas linhas de montagem. 

Embora a fonte anônima relate que nenhuma decisão regulatória final foi tomada pela FAA, a Boeing declarou hoje que incorporou treinamento adicional para os trabalhadores e atualizou suas auditorias de prevenção de detritos.


Em nota a Boeing disse:

“Devolver com segurança o 737 MAX aos voos é nossa principal prioridade. Durante a manutenção, descobrimos restos de objetos estranhos em aviões 737 MAX não entregues atualmente em armazenamento. Essa descoberta levou a uma investigação interna robusta e a ações corretivas imediatas em nosso sistema de produção, que também implementamos em todos os nossos [outros] programas de aviões comerciais. Também estamos inspecionando todos os aviões 737 MAX armazenados na Boeing para garantir que não haja FOD.”

Como medida de precaução, a Boeing recomenda que seus clientes do 737 MAX inspecionem os tanques de combustível quanto a FOD como parte de seus procedimentos de armazenamento, incluindo verificação de corrosão.

DEIXE UMA RESPOSTA