A Airbus lançou recentemente novas fotos sobre o processo de produção do Airbus A330-800neo, uma aeronave de nova geração da família A330. Ao mesmo tempo que trabalha para avançar a produção do A330-800neo, a Airbus está trabalhando para fazer o primeiro voo do A330-900, para recuperar os quase 12 meses de atraso do planejamento original.

Seção da fuselagem do A330-800neo.

A primeira foto lançada foi da nova asa (foto em destaque desta matéria), que está sendo montada em Bremen, na Alemanha. O par de Sharklets está sendo fabricado pela KAL-ASD, enquanto as seções de fuselagem são montadas em Hamburgo, na Alemanha, mesmo local onde a Airbus também fabrica a fuselagem do A320.

Pylon do motor do A330-800neo.

Outras peças são fabricadas na França, como os pylons dos motores feitos em Titânio e a caixa de asa, local onde as asas são instaladas na fuselagem.

De acordo com a Airbus a aeronave entrará na linha de montagem final no último mês de 2017, o primeiro voo do A330-800 está programado para ocorrer no primeiro semestre de 2018, se nenhum fornecedor atrasar.

Caixa de asa sendo fabricada na Alemanha.

Um detalhe interessante é que o A330-800 amarga apenas 6 encomendas, sendo a aeronave de menor sucesso da Airbus até os dias atuais, a Hawaiian Airlines foi a responsável por encomendar essas unidades e inclusive está pensando em trocar pelo Boeing 787 Dreamliner. O A330-800 tem uma quantidade menor de encomendas até mesmo em comparação com o A350-800, que está tendo o seu desenvolvimento adiado pela Airbus.

O novo A330neo tem como destaque a redução de 14% no consumo de combustível, em comparação com o A330ceo (geração atual), além do novo interior Air Space e de alterações estruturais e na aerodinâmica das asas. O novo avião da Airbus chegou tarde ao mercado e não conseguiu tanto sucesso em comparação com o Boeing 787 Dreamliner, mas oferece uma opção para as companhias que hoje operam com o A330ceo e precisam de um substituto que seja semelhante, em manutenção e treinamento.