Caça F-22 Raptor

O projetista-chefe do caça furtivo chinês J-20, Yang Wei, disse que caça furtivo F-22 dos EUA, tem uma “grande fraqueza”. De acordo com Yang Wei, se o F-22 lutasse contra a China, sofreria os mesmos problemas que o F-4 Phantom sofreu durante a Guerra do Vietnã (1955-1975).

Para Yang Mei e outros especialistas chineses a maior vantagem do J-20 sobre o F-22 Raptor é o fato do J-20 ter sido desenvolvido depois do Raptor. 

“A maior vantagem do J-20 é que ele foi desenvolvido mais tarde, o que significa que seus projetistas podem aprender com o F-22 – incluindo como consertar deficiências e que tipo de novas tecnologias podem ser usadas para otimizar a aeronave”, o especialista em defesa Song Zhongping ao site post.

Caças J-20 com adaptadores sob suas asas- Foto: VCG

Vale lembrar que o F-22 voou pela primeira vez em 1997, já o J-20 voou pela primeira vez em 2011.

Além disso, segundo os especialistas chineses o F-22 é mais adequado para combates na Europa, visto que sua autonomia é demais ou menos 500 milhas, já o J-20 tem uma autonomia de 700 milhas.

Todavia, especialistas do lado ocidental apontam alguns questionamentos sobre o J-20, um deles é o uso de motores russos que segundo eles, apresentam algumas limitações.

McDonnell Douglas F-4C Phantom II – Foto: USAF

Vale ressaltar ainda que no Vietnã os F-4 (caças bem velozes), combateram caças MIGs-17, 19 e 21, que eram ágeis a baixas velocidades.


Por outro lado os F-4 Phantom se mostram bem eficazes em outras missões, incluindo reconhecimento, onde o fator velocidade é um bom destaque.

O caça também se destacou como um bom interceptador e foi usado pela Marinha e pela Força Aérea, o que mostra a grande gama de emprego do Phantom.

DEIXE UMA RESPOSTA