Fernando de Noronha
Foto: Agência Brasil

Nesta última quinta-feira (05/11) em uma Live realizada em seu Instagram, o atual presidente da República Brasileira, Jair Bolsonaro, disse que planeja federalizar o arquipélago de Fernando de Noronha.

Atualmente o arquipélago é vinculado ao Estado de Pernambuco, que pode aplicar leis estaduais à pequena ilha.

O objetivo de Bolsonaro, de acordo com o mesmo apresentado na live, é baratear o custo de visitar o local. Atualmente Fernando de Noronha conta com uma limitação em quantidade de turistas que pode receber simultaneamente, e os mesmos precisam pagar uma taxa de preservação ambiental no valor de R$ 75,93 reais, que Bolsonaro arredondou erroneamente para R$ 100 durante sua fala na live.

“Eu sugeri a gente federalizar Fernando de Noronha porque parece que virou ali uma ilha de amigos, não quero falar o nome aqui para não criar problema, de amigos do rei, e o rei não sou eu”, disse Bolsonaro. “Poderia ser um local aí de arranjar recursos para o Brasil, vindo de fora, do turismo, dar uma condição de vida melhor para a população. Então é muita coisa errada no Brasil que a gente vai arrumando devagar, arranjando solução. Não dá para aquela ilha ter dono”.

A proposta de federalizar o arquipélago, no entanto, não depende somente da decisão presidencial. Uma proposta nesse sentido precisa de ampla aprovação no Congresso Nacional, e ainda pode causar problemas políticos com o atual governador do Estado de Pernambuco, que já faz oposição ao presidente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA