(Reuters) O presidente russo Vladimir Putin se encontrou na quinta-feira com o colega turco Tayyip Erdogan sobre um possível cessar-fogo no norte da Síria e ofereceu condolências pelo recente assassinato de soldados turcos no local.

Putin, falando ao lado de Erdogan no início das negociações, disse que a situação na província de Idlib, onde seus exércitos estão enfrentando uma guerra que deslocou quase um milhão de pessoas em três meses, ficou tão tensa que exigiu conversações individuais.

Erdogan disse esperar que a reunião, iniciada por Putin, aceite medidas para amenizar o conflito.

Presidente da Túrquia, Erdogan- Foto: Divulgação via REUTERS

O Kremlin disse que os dois líderes conversaram por três horas sozinhos antes de serem acompanhados por seus oficiais em uma reunião ainda em andamento às 14h30 GMT.

Uma importante autoridade turca disse à Reuters que os dois provavelmente concordariam com um cessar-fogo, depois de semanas de diplomacia não interromperem os combates entre a Turquia e os rebeldes sírios aliados e as forças do governo sírio apoiadas pela Rússia.

“A diplomacia política será mais determinante hoje do que a diplomacia militar”, disse a autoridade antes das negociações.

DEIXE UMA RESPOSTA