A recente crise na aviação, causada pelo Coronavírus, fez a Qantas antecipar a aposentadoria do Boeing 747, que estava programada para acontecer no final de 2020.

E isso culminou com o último voo da aeronave neste sábado (29/03), com um Boeing 747-400ER, transportando passageiros entre Santiago (Chile) e Sydney (Austrália). Este foi o último voo de receita transportando passageiros.

O voo QF28 foi realizado com a aeronave de matrícula VH-OEE, fabricada em 2002 pela Boeing.

Antes da crise, a Qantas tinha cinco aviões Boeing 747-400ER na sua frota, que deveriam operar até os meses finais de 2020, como citado anteriormente. Na frota da companhia, o 747 está sendo substituído pelo Airbus A380 e o Boeing 787.

Vale ressaltar que essas aeronaves serão movidas depois para um deserto nos Estados Unidos, assim como a Qantas está fazendo com todos os Boeing 747 que estão sendo aposentados.

Na Qantas, foram 48 anos operando com o Jumbo, em diversas versões diferentes ao longo deste tempo. Assim como muitas companhias, a Qantas não optou por substituir o 747-400 pelo 747-8i.

 

DEIXE UMA RESPOSTA