Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Foto - Divulgação

Para renovar a sua frota de aeronaves de corredor único e regionais, a australiana Qantas já está há meses realizando rodadas de  negociações com os principais fabricantes para saber qual será a opção mais viável segundo o seu plano estratégico de frota para os próximos anos.

Conforme divulgado pela Reuters, a Qantas está buscando um substituto para a sua frota regional do Fokker 100 e o Boeing 717. Para isso, a companhia está avaliando se irá adicionar o Embraer E2 em sua frota ou Airbus A220. Além disso, há também a possibilidade da Boeing entrar na briga com o 737 MAX 7.

Com da disputa dos fabricantes para a frota regional em curso, a Qantas também está negociando o sucessor que irá substituir a sua frota doméstica do Boeing 737–800. Ao que tudo indica, o Boeing 737 MAX deverá enfrentar naturalmente a concorrência da família Neo do Airbus A320.

Segundo fontes próximas ao assunto, as negociações deverão envolver um pedido com mais de 100 aeronaves, algo que deverá acirrar ainda mais as ofertas por parte dos fabricantes que estão em busca de novos clientes para o pós-pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA