Qantas paralisa projeto Sunrise, e interrompe recebimento de novos aviões

(Reuters) – A Qantas Airways anunciou nesta segunda-feira que havia falado para a Airbus e a Boeing que não esperava receber novos aviões no curto prazo, à medida que lida com uma queda na demanda devido à pandemia de coronavírus.

A companhia esperava adicionar três jatos Boeing 787-9 à sua frota até o final de 2020 e começar a receber em agosto o primeiro dos 18 Airbus A321neos, previsto para 2022, em agosto de 2022.
 

Não há mais um cronograma específico para o recebimento das aeronaves, porque o mercado é muito incerto, disse um porta-voz da Qantas, confirmando uma reportagem do site de viagens Executive Traveler.

Muitas companhias aéreas em todo o mundo estacionaram a maior parte de suas frotas e interromperam o recebimento de aeronaves em resposta à pandemia, levando a Airbus e a Boeing a reduzir as taxas de produção.

Um porta-voz da Airbus disse que sua empresa não comenta os cronogramas de entregas das companhias aéreas. A Boeing não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

 

DEIXE UMA RESPOSTA