Lisboa receberá um novo voo a partir de 2018, a Qatar Airways se propôs a voar de Doha até o Aeroporto Internacional Humberto Delgado, em Lisboa. A companhia também aproveitou a oportunidade para anunciar voos para cidades como San Francisco, Cardiff, Málaga, Chittagong, Kiev e Mombasa.

As novas rotas foram anunciadas diretamente pela Qatar, através de um evento de turismo em Dubai, nele o CEO da companhia, Akbar Al Baker, apresentou os 12 novos destinos que a Qatar operará a partir do ano que vem, porém não citou ainda as aeronaves que farão esses voos e nem as frequências semanais deles. A companhia deverá voar para 26 novos destinos a partir de 2018.

Apesar disso o CEO da companhia disse que se as encomendas de aeronaves chegarem a tempo, todas as 26 novas rotas começarão em março de 2018. Atualmente a Qatar Airways tem mais de 110 encomendas de aeronaves para receber deste ano em diante, sem incluir o primeiro A350-1000 que a companhia deverá receber no final do ano.

O CEO ainda anunciou voos para: Abidjan (Costa do Marfim), Acra (Ghana), Chittagong (Bangladesh), Cardiff (Reino Unido), Kiev (Ucrânia), Málaga (Espanha), Mombaça (Quénia), Mykonos (Grécia), Praga (República Checa), São Francisco (EUA), Utapao (Tailândia).

A companhia ainda criará voos para o Rio de Janeiro em 2018, com partidas a partir de Doha. Atualmente a Emirates opera um voo diário entre Dubai e Lisboa, que é a ligação com a capital Portuguesa e os Países Árabes.

A rota para Las Vegas atrasará devido à “razões técnicas”, de acordo com a Qatar Airways , o lançamento da rota será no segundo trimestre de 2018, ao invés de ser em agosto. A companhia anunciou na semana passada que iria reduzir o número de cidades atendidas nos EUA de 12 para apenas 5, relatando uma queda na demanda gerada por limitações impostas pelo Governo Americano.

Atualmente a Qatar Airways tem encomendas para as aeronaves: 787-9 (30), Boeing 777-300 (10), Boeing 777-8 (10), Boeing 777-9 (50), A350-900 (30), A350-1000 (37), A380 (4), A320neo (30), A321neo (16), além de 60 aeronaves Boeing 737 MAX 8 através da Qatar Group. Antes de março de 2018 a companhia não poderá receber as encomendas das aeronaves Boeing 777-9 e Boeing 777-8, devido ao período de certificação do 777X, a companhia não espera receber muitas aeronaves A350-1000 até março.