Cachorro voo animal de estimação

Está pensando em viajar, mas não vai deixar seu fiel amiguinho fora dos planos?

Por isso preparamos esse artigo que vamos mostrar as regras que as companhias aéreas exigem para o transporte de Pet na cabine de passageiros. 

Foto: Ourofinopet

Primeiramente antes de incluir o seu pet nos seus planos de viagem é recomendado leva-lo em um médico veterinário e informar que há intenções de viajar com ele, verificar a saúde dele se está apto a fazer voos em cabines pressurizadas, lembramos também que cães de focinhos curtos apesar de terem dificuldades para respirar, não há nenhuma restrição para voos.

Uma regra geral que é cobrado por todas as companhias que devem ser cumpridas antes da viagem, são elas:

  • Atestado Médico com validade de 10 dias da data da emissão, atestando esta apto a voos em cabines pressurizadas;
  • Cartão de vacina comprovando a ultima dose da vacina Antirrábica tendo tomado 30 dias antes do voo e com validade de 12 meses;
  • Estar bem limpo sem odor e livre de pragas e carrapatos.

Devido a variedade de modelos de aviões com configurações diferentes, separamos as medidas de casinha que são aceitas de acordo com a frota que cada companhia opera.

Lembramos que nos voos da Azul Conecta não são aceitos pets devido a configuração e tamanho da aeronave.

Todas as companhias aéreas no Brasil cobram uma taxa de R$250,00, que deve ser adquirida antes do voo através de call-center ou loja da companhia no aeroporto.

 

Restrições

  • É restrito apenas um pet por cliente podendo ter no máximo quatro em cada voo;
  • Não é permito que o cliente adormeça o pet com remédios;
  • Não é permitido a retirada do pet para passear na cabine de passageiros.

Essas foram as dicas para que seu bichinho de estimação possa viajar bem pertinho de você de forma segura sem comprometer a saúde dele.