Foto - Thomas Cook Airlines/Divulgação

Como resultado da falência da Thomas Cook, e dos 150 mil clientes deixados em solo pela empresa, a Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido para evitar uma crise de grandes proporções instituiu hoje (23/09) a “Operação Matterhorn”.

De acordo com as autoridades do Reino Unido, essa é a “maior repatriação do país em tempos de paz”. Cerca de 40 aeronaves do governo e companhias estão envolvidas para apoiar o retorno dos ingleses.

Essa operação é tocada a partir da experiência de outra bem menor, que ocorreu há dois anos, no ato da falência da Monarch Airlines.

Toda a operação ocorrerá de hoje até o dia 06 de outubro, e envolverá a volta de passageiros da Thomas Cook a partir de 18 países. Os passageiros com bilhetes para voos após o dia 06 de outubro vão receber o reembolso integral da passagem.

 

Via – FlightGlobal

DEIXE UMA RESPOSTA