Boeing 737 MAX Índia Spicejet
Imagem: Boeing

A Índia se tornou mais um país a autorizar novamente as operações com aviões Boeing 737 MAX e suas variantes, a permissão acontece quase três anos após a suspensão de voos com o modelo.

Há quase 9 meses, a FAA concedeu a Boeing uma nova certificação para permitir a volta de todos os 737 MAX as operações no mundo todo. A aprovação do órgão norte-americano foi um passo importante para a volta da aeronave aos céus, porém cada país ficou responsável de validar a nova certificação e também criar suas próprias exigências.

A Índia foi um dos países que levou mais tempo para permitir o retorno do 737 MAX, o país seguiu as mesmas exigências e regras aplicadas pela EASA para o modelo incluindo cada verificação dos sistemas atualizados. 

“A decisão da DGCA é um marco importante para o retorno seguro do 737 MAX ao serviço na Índia. A Boeing continua trabalhando com reguladores e nossos clientes para retornar o avião ao serviço em todo o mundo”. Disse um porta-voz da Boeing.

Atualmente a única companhia aérea indiana com o 737 MAX na frota é a Spicejet, que possui 13 aeronaves em sua frota. Com a nova autorização, a companhia já começou os preparativos para retomar as operações com o modelo norte-americano.

 

DEIXE UMA RESPOSTA