F-16 da Força Aérea Israelense-Foto Israeli Air force Twitter

Uma mudança na negociação de um novo caça para a Força Aérea da Croácia pode tomar um rumo bem diferente do que estava planejado.

Após o governo croata ameaçar cancelar a compra de caças F-16A/D Barak usados de Israel, um novo rumo que leva a uma nova aeronave pode ser mudado. A aeronave em questão é o Gripen da fabricante sueca, Saab. Com essa mudança causada por uma questão diplomática entre EUA e a Croácia, a venda dos F-16 pode ser bloqueada.

O F-16 já tinha sido o escolhido para reequipar a força aérea croata, ao todo o país iria adquirir 12 unidades do caça, com um valor total girando em torno dos US$ 500 milhões.

JAS39 Gripen/ Foto: SAAB Twiter

Na época no qual se abrir a “competição”, para escolher um novo caça para a Croácia, o Gripen da SAAB estava concorrendo, porém com as propostas oferecidas por Israel, como aeronaves com sofisticada tecnologia eletrônica, incluindo um radar novo, foi a decisão para o governo croata escolher o caça

De acordo com as informações até o dia 11 de janeiro uma posição entre as nações será tomada. Caso se opte por cancelar a compra dos Falcons, o caminho para o Gripen estaria aberto novamente.

Hoje a Força Aérea da Croácia opera alguns lotes do caça de fabricação da Ex-URSS, os antigos Mig-21. A expectativa é ter os F-16C/D Barak na frota já em 2020.