RAF planeja aposentar Eurofighters, C-130 Hércules e helicópteros Puma HC2 ainda nesta década

Eurofighter Typhoon da RAF- Foto: RAF

A Royal Air Force (RAF) planeja desativar seus caças Typhoons Tranche 1, Lockheed Martin C-130J e helicópteros Airbus Helicopters Puma HC2 ainda nesta década.

As aeronaves compõem atualmente a ponta da força aérea real inglesa, os Eurofighters Typhoons, por exemplo, fazem a proteção do espaço aéreo inglês e já foram empregados em missões reais no oriente médio.

C-130J Hércules da RAF- Foto: RAF

Já os C-130J desempenham um papel de suam importância na logística do país, transportando, tropas, cargas, veículos e afins, os Super Pumas também desempenham um importante papel logístico ao Reino Unido.

Quais seriam as novas aeronaves:

Tratando da aviação de caça e de transporte a RAF está com o futuro detalhado e bem planejado.

Na caça, existem dois projetos futurísticos, um deles já está acontecendo, trata-se dos caças furtivos F-35A/B da RAF, os vetores de fabricação norte-americana já estão equipando a força aérea do velho país europeu.

Futuro caça Tempest, com o atual vetor de defesa aérea da RAF, o Eurofighter Typhoon- Foto via: Rolls-Royce

Ainda na caça tem o Tempest, um caça de sexta geração, que tem seu valor em investimentos em torno de 2 bilhões de libras, além disso, o projeto do Tempest tem a união da Suécia e Itália.

O mock-up do Tempest britânico foi apresentado pela primeira vez no Show Aéreo de Farnborough em 2018.

A-400M sendo reabastecido por outra aeronave A-400M- Foto: Airbus

A aviação de transporte com a saída dos Hércules vai ficar a cargo dos já conhecidos A-400M Atlas, a aeronave pode transportar soldados, paraquedistas, blindados e realizar REVO (Reabastecimento em voo).