Mockup do Tempest com um Eurofighter da RAF ao fundo- Crédito da imagem: BAE Systems

A Royal Air Force (RAF) pretende usar o Eurofighter Typhoon como um “testbed” para novos métodos e tecnologias de desenvolvimento que serão empregados no próximo caça Tempest da sexta geração.

O Eurofighter pode ser uma boa entrada pra caça Tempest nos requisitos de tecnologia a serem estudas. Os planos é que o caça esteja pronto em 2035 e conte com a participação de demais nações como a Itália e Suécia.

O Typhoon não pode sofrer atrasos nas atualizações, já que a RAF agora é pressionada por adversários, como China, Irã, Coréia do Norte e Rússia, que cada vez mais têm e estão prontos para usar armas avançadas, diz Wigston.

“O ritmo do desenvolvimento será vital. E esse é o princípio fundador da nossa estratégia aérea de combate ”, diz ele. “Não podemos aceitar longos tempos de desenvolvimento para novos equipamentos. Também não podemos aceitar um sistema em que até a definição dos requisitos exceda o ciclo da Lei de Moore, condenando-nos a ficar cada vez mais atrás da tecnologia. ”

Mock Up do caça Tempest- Crédito da imagem: MBDA

“O desenvolvimento do tufão desempenha um papel crítico nisso”, diz ele. “Nosso compromisso de atualizar a tecnologia Typhoon, incluindo armas, sensores e dispositivos de defesa, será a tecnologia testada para Tempest e garantirá que o Typhoon continue sendo a espinha dorsal de nossa força aérea de combate até a década de 2040″.

Em particular, a joint venture Eurofighter que constrói o Typhoon vai praticar a atualização da aeronave com um novo radar digitalizado eletronicamente, o Saab Smart Dispenser System e o alvo Rafael Litening 5, ele diz.

 

Fonte: Flight Global


DEIXE UMA RESPOSTA