Ucrânia Rússia Força Aérea abatido
Restos de um avião russo derrubado na Ucrânia.

O mais recente relatório da Inteligência do Reino Unido aponta que as Forças Aeroespaciais da Rússia (VKS) tem apresentado um desempenho insatisfatório ao enfrentar a Ucrânia. 

Divulgado hoje pelo Ministério da Defesa (MoD), o breve relatório reconhece que por mais que Rússia tenha uma frota “impressionante de jatos de combate relativamente modernos e capazes”, o desempenho da Força Aérea Russa é fraco.

Conforme uma tabela com dados de fontes independentes, a VKS já havia perdido, até o dia 01/06, 16 aviões e 34 helicópteros modernos durante o conflito que se iniciou em 24/02.

A tabela, no entanto, exclui outros modelos. De acordo com uma das fontes, a Rússia já perdeu 168 aviões, drones e helicópteros, enquanto a Ucrânia perdeu 62 aeronaves. 

Confira o relatório da inteligência britânica na íntegra. 

“As operações terrestres e aéreas táticas russas permaneceram focadas no setor central do Donbass durante o fim de semana. No conflito até agora, a Força Aérea da Rússia teve um desempenho inferior. Seu fracasso em fornecer poder aéreo de forma consistente é provavelmente um dos fatores mais importantes por trás do sucesso limitado da campanha da Rússia.

“[A VKS] Não pode obter superioridade aérea plena e operou em um estilo de risco adverso, raramente penetrando profundamente atrás das linhas ucranianas. Algumas das causas subjacentes de suas dificuldades ecoam as das Forças Terrestres Russas.

Su-35 Rússia Ucrânia
Restos de um Su-35S Flanker-E da VKS, abatido na Ucrânia em 30/04. O Su-35 é o jato mais moderno que a Rússia perdeu no conflito.

“Durante anos, grande parte do treinamento de combate aéreo da Rússia foi altamente roteirizado e projetado para impressionar oficiais de alto escalão, em vez de desenvolver uma iniciativa dinâmica entre as tripulações aéreas.”

“Embora a Rússia tenha uma lista impressionante de jatos de combate relativamente modernos e capazes, a força aérea também quase certamente falhou em desenvolver a cultura institucional e os conjuntos de habilidades necessários para que seu pessoal atendesse à aspiração russa de apresentar uma campanha aérea moderna mais ao estilo ocidental.”

“Isso levou a um esforço maior do que o planejado, recaindo sobre as tropas terrestres, que estão ficando exaustas; e em mísseis de cruzeiro avançados, cujos estoques provavelmente estão acabando.”

Rússia Ucrânia relatório Força Aérea Reino Unido.
Imagem: Ministério da Defesa do Reino Unido