Relacionamento da Air France e KLM entra em jogo com separação de empréstimos

Uma divergência na forma de empréstimos concedidos entre dois governos está movimentando o Grupo Air France-KLM, após a Air France receber um montante maior de ajuda, em comparação ao oferecido pelo Governo da Holanda.

A Air France conseguiu na última semana (clique aqui para ver) uma ajuda de 7 bilhões de euros na forma de empréstimos, sendo que o Estado Francês fará por si mesmo um empréstimo de € 3 bilhões, juntamente com outra ajuda de € 4 bilhões em uma associação de seis bancos, mas com garantia do estado.

Enquanto isso, o governo da Holanda compartilhou que forneceria entre € 2 bilhões e € 4 bilhões em apoio financeiro à KLM. A companhia aérea está satisfeita com esse valor, desde que o tráfego aéreo volte a 80% da demanda anterior até o final de 2021.

Foto – Air France/KLM

O Luchtvaart Nieuws relata que os funcionários do escritório da KLM em Amstelveen não estão convencidos de que a Air France esteja disposta a reduzir custos em meio à desaceleração dos passageiros, principalmente porque está recebendo um pacote de resgate substancialmente alto.

Além disso, a administração da KLM também sente que o governo agora tem maior poder sobre a companhia aérea.

Essas fontes de financiamento podem ser usadas apenas para apoiar operações realizadas por cada companhia aérea respectiva. Portanto, as duas companhias de diferentes países estão sendo naturalmente separadas.

O auxílio da Holanda deve abranger as operações da KLM e Transavia, do mesmo grupo da Air France, que deverá ter um auxílio do Governo Francês para a matriz e a regional Hop! .


 

DEIXE UMA RESPOSTA