Foto - Boeing/Reprodução

No dia 30 de julho, o diretor de Segurança e Operações da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA), Virgínio Corrieri, participou de uma visita à usina de biodiesel da Granol, em Anápolis-GO, representando a ALTA, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) e International Air Transport Association (IATA).

A visita teve como objetivo conhecer as matérias primas disponíveis, as tecnologias existentes e a infraestrutura de produção, além de apoiar políticas públicas para o bioquerosene de aviação (BioQAV) / Sustainable Aviation Fuel (SAF) no Brasil.

“Os SAF são uma solução para acelerar a descarbonização de forma eficiente, pois têm potencial de reduzir em até 80% a emissão de gases poluentes de um avião com o tanque cheio”, afirmou José Ricardo Botelho, CEO da ALTA.

Diversas autoridades estiveram presentes na visita, destacando-se o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio; o diretor da Anac, Rogério Benevides; o diretor-superintendente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene, Donizete Tokarski; o diretor da Granol Industria Comércio e Exportação S/A, Diego Ferrés; o diretor de Biocombustíveis de Aviação da Ubrabio e representante da GOL Linhas Aéreas, Cmte. Pedro Scorza, além de representantes do Ministério de Minas e Energia e pesquisadores das universidades federais da Paraíba e do Rio Grande do Norte, que integram a Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis para Aviação.

A ALTA e a IATA lideram conjuntamente um Comitê de Combustível na região da América Latina e no Caribe que trabalha com as companhias aéreas e os fornecedores, entre outros projetos, na implementação de ações alinhadas ao que determina o Acordo de Paris e ratificadas pela OACI.

O Comitê vai se reunir em Punta Cana, República Dominicana, do dia 22 ao 24 de agosto, durante a conferência ALTA CCMA & MRO.

DEIXE UMA RESPOSTA