Um JTAC da Alemanha junto de um Mil Mi-24 Hind da República Tcheca. Foto: OTAN.

Pela oitava vez consecutiva a República Tcheca vai hospedar equipes de nações da OTAN durante o exercício de suporte aéreo avançado Ample Strike. A edição de 2021 acontece entre os dias 06 e 19 de setembro e tem o objetivo de treinar a interoperabilidade dos Joint Terminal Attack Controller, mais conhecidos pela sigla JTAC. Os JTACs são militares especializados em designar e coordenar aeronaves em missões de suporte aéreo aproximado, evitando o fogo amigo e permitindo um ataque de precisão. 

Além da República Tcheca, o Ample Strike 2021 vai contar com a participação de militares e aeronaves da Alemanha, Hungria, Estados Unidos, Holanda, Reino Unido, Eslováquia e Eslovênia. 

“O exercício está focado em harmonizar os procedimentos dos JTACs com as tripulações aéreas e comandantes terrestres em um ambiente multinacional”, disse o diretor do exercício, Coronel Aleš Cápal da Força Aérea Tcheca.  

JTACs dos Estados Unidos. Foto: OTAN.

“Outro foco será na capacidade das Forças Armadas Tchecas de fornecer apoio como nação anfitriã às unidades aliadas e destacamentos de aeronaves. Por último, mas não menos importante, os pilotos participantes praticarão reabastecimento aéreo e voarão em missões de apoio aéreo aproximado para as forças em o solo”, acrescentou o coronel.

O exercício utilizará as áreas de treinamento militar de Boletice, Bechyně e Vicenice, a 22ª Base de Helicópteros de Náměšt nad Oslavou, a 21ª Força Aérea Tática Čáslav, o 26º Regimento de Comando, Controle e Pesquisa composto em Stará Boleslav e no Aeroporto de Pardubice. 

Os JTACs trabalharão com aeronaves multinacionais, como helicópteros checos Mi-35/24 Hind e Mi-171 Hip e jatos de ataque L-159 ALCA, caças JAS-39 Gripen húngaros, jatos Learjet da Alemanha e aeronaves Pilatus PC-9M e L-39 da Eslovênia. Os Estados Unidos participarão com um reabastecedor KC-135 Stratotanker e drones MQ-9 Reaper. 

Um PC-9M esloveno durante uma das edições do Ample Strike. Foto: OTAN.

A República Tcheca conduzirá o exercício Ample Strike em estrita conformidade com as restrições do COVID-19. “Temos procedimentos e medidas em vigor para garantir que todos os participantes possam participar do exercício com segurança”, acrescentou o Coronel Cápal.

Desde 2014, a República Tcheca deu continuidade a essa tradição com a série de exercícios Ample Strike, ganhando grandes méritos por realizar este exercício real para os JTACs da OTAN, demonstrando a cooperação, interoperabilidade e capacidades dos Aliados, explica a aliança militar liderado pelos EUA. 

De 2010 a 2013, o Comando Aéreo Aliado em Ramstein, Alemanha, conduziu o exercício anual Ramstein Rover, oferecendo um local para as equipes internacionais de JTAC manterem sua capacidade crítica atualizada.

Um Mi-24 Hind da República Tcheca disparando foguetes. Foto: OTAN.

DEIXE UMA RESPOSTA