Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

China Airshow
Foto: DIvulgação

O China Airshow 2021 foi o primeiro grande evento de aviação desde que a pandemia de Covid-19 se iniciou. O evento de aviação na China, teve como objetivo apresentar novidades do setor aéreo, tanto em produtos nacionais como de fora do país. 

Para a parte nacional, não houve a demonstração do novo avião chinês Comac C919, a aeronave está realizando testes e voos de certificação. Espera-se a certificação da aeronave possa ocorrer ainda neste ano, a primeira entrega será para a China Eastern. Mesmo realizando voos de certificação, não foram divulgadas justificativas pela ausência da aeronave no show.

É possível que a Comac não consiga a certificação da aeronave neste ano, e com isso deverá atrasar o programa e as entregas previstas. Sem a aeronave, a Comac montou uma estrutura em tamanho real da cabine de passageiros do C919, para que o público pudesse conhecer.

Por outro lado, a Comac apresentou o novo projeto CBJ, uma aeronave executiva e com modificações com base no ARJ21. O novo turboélice MA700 da Compatriot que está sendo desenvolvido, não teve seus detalhes divulgados. A fabricante enfrenta alguns problemas em relação a exportação dos motores PW que serão equipados no avião. 

O China Airshow não conseguiu realizar nenhuma encomenda significativa durante o evento, até mesmo para as aeronaves de fabricação chinesa. Ainda sim, o Governo da China está reforçando suas falas de que está construindo um grande centro de indústria de aviação no país. 

“A construção de uma poderosa nação de aviação civil … destaca o salto histórico da China de um grande mercado de transporte aéreo para uma superpotência do transporte aéreo.” Disse o governo durante o evento.

Não revelados detalhes também sobre o Boeing 737 MAX que ainda está em processo de recertificação na China, a aeronave já realizou alguns voos com as novas atualizações porém ainda não foi autorizado a retomar suas operações. Jornais locais dizem que a geopolítica pode estar afetando a liberação do modelo norte-americano.

Se houve poucos ou quase nenhum pedido para novas aeronaves, o mercado de manutenção e peças de aeronaves tem bons motivos para comemorar. A Boeing anunciou durante o evento a criação de duas linhas de conversão em cargueiros para a aeronave Boeing 767, as novas unidades são fruto da parceria com a GAMECO.

Agora as duas linhas de conversão do Boeing 767 se juntam as três linhas de conversão para aeronaves Boeing 737-800 na China também realizadas entre a Boeing e a GAMECO. A CFM anunciou que chegou a um acordo com a companhia Air Travel para fornecimento de peças e manutenção dos motores Leap-1A da família Airbus A320neo. 

Além da Air Travel, a CFM firmou intenções de suporte e manutenção com a Air China, além de desenvolver recursos para o motor Leap. Ameco também ampliou o contrato suporte e manutenção com Collins Aerospace para a frota da Air China. 

A GAMECO e a YTO Airlines assinaram uma cooperação estratégica para pintura e manutenção de aeronaves.

DEIXE UMA RESPOSTA