Os dois estados estão no topo de um ranking elaborado pelo site Kayak com os destinos mais procurados para reserva de acomodações

Destinos turísticos nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo foram os mais procurados por brasileiros que optaram por viajar no último ano. As cidades fluminenses litorâneas do Rio de Janeiro e Arraial do Cabo encabeçam as buscas. Na sequência, estão as paulistas Bertioga e Campos do Jordão.

E, completando o “top 5”, está Bombinhas, cidade com pouco mais de 20 mil habitantes e a 74 km de distância da capital Florianópolis. Os dados foram levantados pelo site Kayak no período de 1º de março de 2020 a 23 de fevereiro de 2021 e são relacionados a reserva de hotéis.

Ao todo, são 75 destinos elencados entre os mais pesquisados para acomodações em viagens por brasileiros neste período. Completam as 10 primeiras colocações as cidades de Guarujá (SP), Balneário Camboriú (SC), Gramado (RS), Angra dos Reis (RJ) e o badalado polo turístico de Porto de Galinhas, no município de Ipojuca (PE).

São Paulo (14), Rio de Janeiro (10) e Bahia (7) são os estados com o maior número de destinos na lista. Goiás e Santa Catarina possuem, cada um, quatro destinos. Já Rio Grande do Sul, Alagoas, Ceará e Minas Gerais contam com três cada um. Único representante da região Norte do país, o estado do Pará aparece com duas cidades: Belém (32ª) e a litorânea Salinópolis (75ª).

Os dados demonstram o fortalecimento do turismo interno no último ano, a partir do fechamento de fronteiras em vários países do mundo neste período. Mas, apesar da hegemonia dos destinos brasileiros, oito cidades estrangeiras também estão presentes na lista: Orlando (24ª), Lisboa (37ª), Nova Iorque (38ª), Buenos Aires (40ª), Paris (57ª), Cancun (59ª), Miami (65ª) e Dubai (70ª).

Confira AQUI a relação completa dos 75 destinos.

SEGURANÇA – Para orientar o setor de turismo e possibilitar adaptações nas práticas de higiene e segurança contra a Covid-19, no ano passado, o Ministério do Turismo lançou o Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro. O selo já conta com mais de 26 mil adesões e está disponível para 15 segmentos do setor de turismo, como meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, bares e cafeterias.

Trata-se de uma sinalização visual que identifica estabelecimentos e guias de turismo que assumiram, declaradamente, o compromisso em adotar protocolos de biossegurança para proteger turistas e trabalhadores contra a Covid-19.

 

Via: Ministério do Turismo