A Rolls-Royce sofreu recentemente uma pressão por uma nova falha de motor, agora em um Airbus A350, durante um voo da Iberia de Boston para Madrid no dia 11 de setembro.

De acordo com relatos da companhia, o motor Rolls-Royce Trent XWB-84 teve uma falha durante o voo, a 41000 pés, e entrou em modo de emergência, resultando no desligamento do mesmo. Após isso os pilotos tiveram que religar o motor do avião.

A tripulação optou por retornar para Boston após o problema, mesmo estando perto da Nova Escócia.

O que alarmou ainda mais a Rolls-Royce é o tempo de operação da aeronave, que foi entregue em julho deste ano. Para a fabricante, o problema tem relação com um desgaste acentuado das paletas variáveis, localizadas na parte do compressor, antes da câmara de combustão.

Desde então a fabricante vem investigando as causas do incidente, analisando o motor em solo e os dados de telemetria. Inicialmente isso descartou qualquer relação de problemas com os motores Trent XWB-97, usados pelo A350-1000, mas o alerta foi emitido para o XWB-84.

Agora a Rolls-Royce está investigando se esse caso está ligado aos problemas dos motores Trent 1000, que equipam o Boeing 787, mesmo com a presença de arquiteturas diferentes.

 

Via – Aviation Week