A Rolls-Royce comprou um Boeing 747-400, de matrícula VH-OJU, que operava na Qantas para utilizar a aeronave em testes de motores.

A aeronave estava estocada em Moses Lake, em Washington, e será modificada pela empresa AeroTec para instalar um interior com equipamentos para testes e experimentos, ao contrário dos 364 assentos a bordo.

O último voo dessa aeronave foi no último dia 13 de outubro, de Sydney para Los Angeles.

Com esse novo avião, a Rolls-Royce se alinha com a GE Aviation, que também incorporou um Boeing 747-400 para testar novos motores, como o GE9X.

Porém, a Rolls-Royce continuará utilizando seu 747-200 em voos de testes de motores, e contará com dois bancos de testes.

O custo total de aquisição e conversão da aeronave de 20 anos de uso será de US$ 70 milhões, como ponto positivo, o avião está equipado com 4 motores RB211, e acumula poucos ciclos para o porte da aeronave, apenas 9400.

Cada ciclo equivale a uma decolagem e um pouso.