Foto - Boeing

A Rolls-Royce esperava que a introdução do motor Trent 1000 TEN fosse a solução dos problemas de durabilidade, porém, a fabricante inglesa observou novos problemas de desgaste acentuado do seu motor que equipa o Boeing 787.

E nesta última semana a Rolls-Royce declarou que só fará novas atualizações de durabilidade no motor Trent 1000 TEN em 2021, provavelmente no primeiro semestre.

A empresa vai entregar novas pás para a turbina de alta pressão do motor, oferecendo maior durabilidade ao componente.

“Essa estimativa é inferior à nossa meta inicial, mas suficiente para atender às necessidades de nossos clientes”, acrescenta. A Rolls-Royce diz que permite que a empresa atualize as previsões de futuras visitas e custos de manutenção.

Enquanto não disponibiliza novos componentes com correção estrutural, a RR trabalha para aumentar o estoque de motores sobressalentes, como forma de deixar os clientes sempre com uma opção de motor, e minimizar a paralisação das frotas de aeronaves.

A Rolls-Royce está tentando lidar com três problemas significativos, que afetaram todas as três versões do seu Trent 1000 – os motores do Pacote B e C e o TEN – dando um total de nove problemas de durabilidade para resolver.

A empresa afirma que sete desses nove problemas já estão sendo resolvidos, mas as novas pás para a turbina de alta pressão do Trent 1000 TEN é o grande desafio da empresa no momento, que ainda não conseguiu projetar componentes com melhorias na durabilidade.