Rover Perseverance fez fotos panorâmicas da cratera Jezero, em Marte- Foto: NASA

O rover Mars 2020 Perseverance da NASA teve seu primeiro visual de alta definição em torno de sua nova casa na Cratera de Jezero em 21 de fevereiro, após girar seu mastro, ou “cabeça”, 360 graus, permitindo que o instrumento Mastcam-Z do rover capturasse seu primeiro panorama após ter pousando no Planeta Vermelho em 18 de fevereiro. Foi o segundo panorama do rover, já que as câmeras de navegação do rover, ou Navcams, também localizadas no mastro, capturaram uma visão de 360 ​​graus em 20 de fevereiro.

A Mastcam-Z é um sistema de câmera dupla equipado com uma função de zoom, permitindo que as câmeras ampliem, focalizem e façam vídeo de alta definição, bem como imagens panorâmicas coloridas e 3D da superfície marciana. Com essa capacidade, o astrobiólogo robótico pode fornecer um exame detalhado de objetos próximos e distantes.

Rover Perseverance fez fotos panorâmicas da cratera Jezero, em Marte- Foto: NASA

As câmeras ajudarão os cientistas a avaliar a história geológica e as condições atmosféricas da cratera de Jezero e auxiliarão na identificação de rochas e sedimentos dignos de um olhar mais atento por outros instrumentos do rover. As câmeras também ajudarão a equipe da missão a determinar quais rochas o rover deve amostrar e coletar para eventual retorno à Terra no futuro.

Reunidos a partir de 142 imagens, o panorama recém-lançado revela a borda da cratera e a face do penhasco de um antigo delta de rio à distância. O sistema de câmera pode revelar detalhes tão pequenos quanto 0,1 a 0,2 polegadas (3 a 5 milímetros) nas proximidades do rover e 6,5 a 10 pés (2 a 3 metros) nas encostas distantes ao longo do horizonte.

Rover Perseverance descendo em Marte- Foto: NASA / JPL-Caltech

A imagem composta detalhada mostra uma superfície marciana que parece semelhante às imagens capturadas por missões anteriores da NASA.

“Estamos aninhados em um local ideal, onde você pode ver diferentes recursos semelhantes de muitas maneiras aos recursos encontrados pelo Spirit, Opportunity e Curiosity em seus locais de pouso”, disse Jim Bell, da Escola de Exploração Terrestre e Espacial da Arizona State University , o investigador principal do instrumento. ASU lidera as operações do instrumento Mastcam-Z, trabalhando em colaboração com a Malin Space Science Systems em San Diego.

O design do Mastcam-Z é uma evolução do instrumento Mastcam do rover Curiosity Mars da NASA, que tem duas câmeras de distância focal fixa em vez de câmeras com zoom. As duas câmeras nas câmeras duplas Mastcam-Z do Perseverance são montadas no mastro do rover no nível dos olhos para uma pessoa de 2 metros de altura. Eles ficam a 9,5 polegadas (24,1 centímetros) de distância para fornecer visão estéreo e podem produzir imagens coloridas com uma qualidade semelhante à de uma câmera digital HD de consumidor.

Rover Perseverance- Foto cortesia da NASA / JPL-Caltech.

A equipe Mastcam-Z inclui dezenas de cientistas, engenheiros, especialistas em operações, gerentes e estudantes de uma variedade de instituições. Além disso, a equipe inclui o investigador principal adjunto Justin Maki do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA no sul da Califórnia.

A Missão:

O rover Perseverance tem como objetivo a busca por vida microbiana antiga no solo da cratera, que no passado foi local de um grande lago.

O equipamento na verdade é um laboratório geológico, algumas experiências serão feitas, uma delas é a coleta de materiais marcianos que serão guardados para que uma futura missão vá buscar tais materiais e os traga para a Terra. 

Um dos vários experimentos será o uso do MOXE, um equipamento que vai tentar transformar dióxido de carbono em oxigênio.

 “Os instrumentos científicos sofisticados do Perseverance não só ajudarão na caça à vida microbiana fossilizada, mas também expandirão nosso conhecimento da geologia marciana e seu passado, presente e futuro”, disse Ken Farley, cientista do projeto para Marte 2020, da Caltech em Pasadena, Califórnia. 

“Nossa equipe de ciências tem estado ocupada planejando a melhor forma de trabalhar com o que prevemos que será uma mangueira de dados de ponta. Esse é o tipo de ‘problema’ pelo qual estamos ansiosos”.

Ingenuity Mars Helicopter- Foto: NASA

Outra novidade do Perseverance é a presença de um mini-helicóptero, o Ingenuity, será o primeiro drone a voar em outro planeta. O voo do drone Ingenuity deve acontecer em 60 dias e tem como missão provar se é possível ou não um voo como este no planeta.

 

Fonte: NASA

Edição: Aeroflap