Avião Antonov An-225 Ucrânia
Foto: Dubai Airport

As Forças Armadas da Rússia divulgaram hoje (25) que conseguiram destruir as instalações da fábrica Motor Sich, uma empresa Ucraniana que produz motores de aeronaves em Zaporozhye.

De acordo com os militares, o ataque às instalações da Motor Sich foi realizado com mísseis de precisão baseados no Mar Negro e em terra, provavelmente a partir da região de Donbass.

“Mísseis aéreos e marítimos de longo alcance de alta precisão atacaram a cidade de Zaporozhye e destruíram as oficinas de produção da fábrica Motor Sich, que produzia motores de aeronaves para a aviação de combate das forças aéreas ucranianas, incluindo veículos aéreos não tripulados”, disse o representante oficial do Ministério da Defesa da Federação Russa, major-general Igor Konashenkov.

A Motor Sich é conhecida por produzir motores para as aeronaves Antonov An-124 e An-225, além de outros motores turboélices que equipam aviões fabricados na Ucrânia. Na época da União Soviética a empresa ucraniana era referência em tecnologia de motores aeronáuticos, assim como a Ivchenko-Progress.

“Atualmente, sabe-se que um cidadão foi morto e três ficaram feridos”, disse a administração militar regional de Zaporizhzhya. O ataque com mísseis guiados foi lançado por volta das 5h13, de acordo com a administração militar regional de Zaporizhzhya, e destruiu 62 edifícios.

De acordo com o representante oficial do Ministério da Defesa russo, unidades da reserva das Forças Armadas da Ucrânia, que se dirigiam ao Donbass para reforçar o grupo ucraniano, também foram atingidas perto da estação ferroviária de Pokrovskoye em outro ataque.

Segundo Konashenkov, mais de 300 nacionalistas e 46 unidades de equipamento militar foram destruídos como resultado de ataques aéreos. “Os sistemas de defesa aérea russos derrubaram um helicóptero Mi-8 da Força Aérea da Ucrânia sobre o assentamento de Barmashovo, região de Mykolaiv, além de 11 drones incluindo um TB2, disse o major-general.

A Rússia intensificou bastante os ataques na Ucrânia nesta última terça (24) e quarta-feira (25), principalmente na região de Mykolaiv, Severodonetsk e Zaporizhzhya, esta última uma das cidades mais avançadas da Ucrânia, localizada na região centro-leste do país.