S-70 Okhotnik Rússia
Drone S-70 Okhotnik voa em ala com caça Su-57. Foto: Rostec/Divulgação

Autoridades russas concluíram uma primeira bateria de testes empregando armas de precisão a bordo do drone de combate (UCAV) Sukhoi S-70 Okhotnik. Os testes foram considerados bem sucedidos. 

Durante as avaliações, a aeronave não tripulada usou uma variedade de mísseis ar-solo, já usados pelo caça Su-57 de 5ª geração. Conforme relatado pela agência russa RIA Novosti, citando uma fonte da indústria aeronáutica, o S-70 disparou os mísseis contra pequenos alvos camuflados em diferentes fases do dia e em qualquer condição meteorológica. 

Os testes de armamentos com o Okhotnik (caçador, em russo) começaram em dezembro de 2020. Desde então, a aeronave demonstrou sua capacidade de usar mísseis ar-ar e bombas não guiadas.

S-70 Drone Rússia
Foto: TV Zvezda / YouTube

Este último teste foi particularmente importante, pois espera-se que o S-70 opere em colaboração com o Su-57 para estender o alcance de radar e as capacidades de ataque deste último, como um multiplicador de forças.

No passado, autoridades russas chegaram a mencionar o desenvolvimento de um Su-57 biplace, onde o segundo tripulante teria, entre suas responsabilidades, o controle de um grupo de até oito drones. As Forças Aeroespaciais Russas também esperam que o S-70 esteja integrado aos esquadrões de caça Su-57, cujas novas unidades de produção foram flagradas recentemente por spotters. 

Movido por um turbofan Saturn AL-31, o S-70 tem um alcance de 6000 km e velocidade máxima estimada em 1000 km/h, podendo transportar 2,8 toneladas de armamentos em suas baias internas. De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, o UCAV está equipado com sensores eletro-ópticos, radar, rádios e “outros tipos de equipamentos de reconhecimento”.

Sukhoi S-70 2º protótipo
Roll-out do 2º protótipo do Sukhoi S-70.

Em dezembro do ano passado, um novo protótipo do Okhotnik foi apresentado em Novosibirsk ao Vice-Ministro da Defesa russo, Alexey Krivoruchko. O drone recebeu aprimoramentos, como uma cobertura na saída de gases do motor, o que deve aumentar sua capacidade stealth. A Rússia planeja iniciar a produção em série dos drones S-70 a partir de 2023.