Tu-22M3 (versão antiga) Foto-Russian Air Force Twitter

(Reuters) – A Rússia decidiu implantar bombardeiros estratégicos Tupolev Tu-22M3 na península da Criméia, em resposta aos sistemas de defesa antimísseis dos EUA na Romênia, informou a agência de notícias RIA nesta segunda-feira (18/03).

A Rússia pretende estacionar os bombardeiros na base aérea de Gvardeyskoye, na Crimeia, disse Viktor Bondarev, chefe da câmara alta do comitê de defesa e segurança do parlamento.

A Rússia anexou a Criméia da Ucrânia em 2014, e o presidente Vladimir Putin voou para a península do Mar Negro na segunda-feira para comemorar o quinto aniversário da anexação.