Após vários testes, atualizações e manutenções no SU-57 (antiga denominação T-50), a Rússia oficialmente encomendou 12 unidades do caça que será o primeiro de 5ª geração do país.

Essas primeiras unidades do Sukhoi SU-57 serão fabricadas na fábrica “Yuri Gagari”, na região de Komsomolsk-on-Amur, nome da fabrica certamente fazendo uma homenagem ao primeiro homem a viajar pelo espaço, em 1961 no auge da Guerra Fria.

A UAC (United Aircraft Corporation), na qual a Sukhoi faz parte será a responsável pela fabricação dos novos caças russos.

Atualmente existem dois SU-57 que ainda se encontram em fase de testes, testes esses que se estenderam para fora do território russo chegando a Síria em uma local real de conflito, na época que os caças foram para lá, fotos e vídeos foram divulgados na mídia e muito se falou do real motivo de um caça em fase de testes estar em um local de real conflito.

Uma das atualizações de maior repercussão do caça foi a nova motorização. O motor instalado no caça no SU-57 é o Izideliye-30, que já uma versão atualizada do antigo motor Izideliye-117.

O novo motor é mais potente e eficaz, permitindo assim que o Su-57 mantenha um voo supersônico por mais tempo, sem gastar muito combustível, tal tecnologia é chamada Super Cruise, que mantém o voo supersônico por um tempo sem a necessidade dos pós-combustores.