O centro de pesquisa aeronáutica siberiano SibNIA, localizado em Novosibirsk (Rússia), está utilizando um clássico Yakovlev Yak-40 para fazer testes com propulsão elétrica.

Um motor elétrico experimental está instalado no nariz do pequeno avião a jato. O mesmo atua através de uma hélice, gerando propulsão para a aeronave.

Configuração do Yak-40 com os três motores.

A função aqui é o desenvolvimento de uma tecnologia de propulsão híbrida para pequenas aeronaves, de 9 a 19 passageiros. No caso, o motor elétrico de 500KW é alimentado por um conjunto gerador nos dois motores a reação do Yak-40.

Os motores foram desenvolvidos pelo Instituto Central de Motores de Aviação de Moscou, com base em supercondutores que possibilitam uma alta potência, em um pequeno tamanho e com baixo desperdício de energia.

O motor, acoplado na aeronave, foi ligado pela primeira vez no último dia 18 de dezembro. Os testes em solo, por sua vez, iniciaram em 2019 e se estenderam ao longo de todo o ano passado.

Já o primeiro voo do Yak-40 com este conjunto de motores deverá ocorrer neste ano. Os testes serão concluídos após a experiência dos projetistas em voo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA