A Ryanair assumiu totalmente o controle da Laudamotion, companhia aérea que antes estava sob controle da Air Berlin e a companhia aérea irlandesa comprou para aumentar sua participação no mercado alemão.

Agora a Ryanair é dona de 100% da Laudamotion, ao comprar 25% de ações que pertenciam à NL Holdings.

Apesar de operar com uma frota de aeronaves Boeing 737-800, a Ryanair afirmou que a Laudamotion continuará operando com aviões da Airbus, e planeja expandir a frota da companhia para 25 aviões A320 até julho de 2019 e 30 aviões até julho e 2020.

A frota extra permitirá que a companhia abra novos voos para 20 rotas. A expansão será a partir da Áustria e da Alemanha.

Desta forma a Laudamotion será capaz de transportar 6 milhões de passageiros em 2020, e atingir um pico de 10 milhões de passageiros em 2022.