A Ryanair descartou um possível interesse de compra da Air Italy, depois que esta última encerrou as suas operações nesta semana, após um desacordo entre os sócios da empresa.

“Vimos e ouvimos algumas notícias, mas queremos esclarecer que não há nenhum interesse da Ryanair em comprar a Air Italy”, disse o diretor comercial da companhia irlandesa, David O’Brien.

“Se o acionista principal não quis investir, porque nós deveríamos fazê-lo?”, acrescentou o executivo se referindo à Alisarda.

O principal acionista da Air Italy é a empresa Alisarda, que detém 51% da empresa. O plano de crescimento da companhia incluía a operação com mais de 60 aviões Boeing 737 MAX, e voos de longa distância com o  Boeing 787 e o Airbus A330.

A Qatar Airways era uma acionista minoritária na empresa, com 49%, que estava crescendo pouco nos últimos meses. A companhia alegou que a Qatar ofereceu pouco suporte nesses últimos anos, a companhia árabe nega.

A Qatar Airways afirma que “forneceu todo o suporte possível” à Air Italy e seu plano de negócios – incluindo o fornecimento de aeronaves e a encomenda de outras aeronaves – e afirma que “acredita fortemente” na companhia aérea e em seu potencial.

A Ryanair era listada como uma suposta investidora, visto que por ter sede na Europa, poderia ter mais de 49% das ações da Air Italy, algo que a Qatar Airways não poderia fazer, por ser um grupo estrangeiro.


 

DEIXE UMA RESPOSTA