Ryanair diz que consegue sobreviver por 12 meses sem voar

A Ryanair pode sobreviver vários meses sem operar, de acordo com o CEO da maior companhia Low Cost da Europa, Michael O’Leary.

“A Ryanair tem dinheiro para sobreviver por talvez até 12 meses, sem voos ou receita, pois o coronavírus desligou o setor de viagens aéreas”, disse o CEO Michael O’Leary em entrevista ao Financial Times na sexta-feira.

O’Leary disse que ele e o restante dos funcionários da companhia aérea terão um corte de 50% nos salários entre os meses de abril e maio.

De acordo com O’Leary, por enquanto a companhia trabalha no melhor cenário em suas previsões, que incluem uma redução drástica na demanda por três meses, com 100% da frota em solo.

Mas ele considera que suas previsões podem estar erradas. “Honestamente, nenhum de nós tem ideia da situação”, disse O’Leary.

“A prioridade aqui para nós, como empresa, é como preservamos tanto dinheiro, para que, se tivermos que operar por três, seis, nove, talvez até 12 meses, sem voos e sem receita, como sobrevivermos a isso? temos dinheiro para sobreviver a isso e acreditamos que sim”, disse O’Leary.

 

DEIXE UMA RESPOSTA