Ryanair negocia mais encomendas para o 737 MAX 200 e MAX 10

Foto - Woodys Aeroimages

O retorno dos voos do 737 MAX já está bem próximo, e com isso algumas companhias já começam a olhar com bons olhos a aeronave. A Ryanair é uma das maiores operadoras de 737 no mundo e a única no mundo a utilizar o Boeing 737 MAX 200, um avião com capacidade ampliada.

O CEO da Ryanair, Michael O’Leary, faz muitos elogios ao Boeing 737 MAX pela sua capacidade e custos operacionais. Unindo a sua capacidade com a ambição de negócios da empresa, a companhia aérea low cost solicitou a Boeing uma versão para ser operada com alta densidade. 

A Boeing realizou estudos e criou a versão MAX 200 para atender especialmente a Ryanair. A companhia está esperançosa de conseguir operar o avião no inicio de 2021, entretanto o avião ainda precisa passar pela cerificação mesmo depois da nova certificação de voo do 737 MAX.  

A Ryanair já havia encomendado do modelo e agora negocia com a Boeing uma ampliação desse pedido. O diferencial está também na possível compra do maior 737 já feito, o MAX 10.

“Já estamos em negociações com a Boeing, tanto para mais do MAX-200 quanto para o MAX 10s. Mas acho que um acordo no MAX 10s vai demorar um pouco mais. ” Disse Michael O’Leary.

A Ryanair não se interessou no MAX 8 convencional, a Boeing está a procura de operadoras para diversas aeronaves que estão prontas mas sem empresas. A Boeing tenta negociar com a empresa para receber essas aeronaves de forma imediata.

Acho que o negócio do MAX 10 vai demorar um pouco mais. O MAX 10 foi ligeiramente atrasado, porque um dos problemas com a Boeing e a FAA e EASA é que eles se comprometeram a mais alterações de design no MAX 10. Então, acho que o primeiro MAX 10 foi adiado ou retrocedido por dois anos ou alguma coisa.”


“A prioridade da Boeing no momento é colocar o MAX de volta no ar e obter os 200 certificados e entregues, para eliminar o acúmulo de entregas, que levam 12 ou 18 meses para se livrar disso, e então realmente se concentrar em mudar o projeto do Max 10s e entrega de outra grande aeronave. ” Concluiu o CEO.

Michael reforçou que o 737 é externamente importante para a Ryanair e para outras companhias no mundo. Exaltou que o modelo tem muito sucesso para as operações.

“O 737 é a maior aeronave já construída. É a espinha dorsal da maioria das frotas de companhias aéreas em todo o mundo. E temos muito orgulho de ser um dos principais parceiros da Boeing em todo o mundo. ”

DEIXE UMA RESPOSTA