Em março deste ano a Ryanair adquiriu 75% da Laudamotion, por um valor módico de € 50 milhões (US$ 62 milhões).

A intenção da companhia era assumir uma frota de 15 aeronaves da Niki Airlines, que iria estrear a Laudamotion, com voos a partir da Áustria, Alemanha e Suíça para destinos de lazer na Itália, Grécia e Espanha neste verão europeu.

E recentemente a Comissão Europeia autorizou a Ryanair assumir o comando da Laudamotion, alegando que a compra da companhia pela gigante low cost Ryanair não iria causar problemas no mercado de aviação europeu, como a monopolização de mercado.

Dessa forma a Ryanair, se quiser, já pode assumir as rotas da Laudamotion, que se destacam pela alta demanda e concorrência com outras companhias aéreas.

A companhia ainda não decidiu se vai continuar com essas rotas pela Laudamotion ou com suas próprias aeronaves.