Sukhoi S-70 2º protótipo
Roll-out do 2º protótipo do Sukhoi S-70.

Foi realizada nesta terça-feira (14) a cerimônia de roll-out do segundo protótipo do drone de combate stealth Sukhoi S-70 Okhotnik. A aeronave não-tripulada foi apresentada na Novosibirsk Aviation Enterprise, com a presença do Vice-Ministro da Defesa russo, Alexey Krivoruchko. 

Segundo Alexey, o jato furtivo de ataque está sendo preparado para realizar os primeiros testes em solo e em voo. “O lançamento do drone significa o fim da montagem do item como um todo e seu equipamento com todos os instrumentos de bordo necessários em conformidade com os requisitos para aeronaves e a transição para testes de solo abrangentes para se preparar para seu voo de estreia.”

Em relação ao primeiro protótipo, a nova aeronave apresenta uma série de refinações no seu design. A mais visível está na traseira: o motor recebeu uma cobertura e agora não está mais exposto, reduzindo a assinatura radar.

S-70 Okhotnik.
S-70 recebeu cobertura no motor.

“O novo Okhotnik apresenta um bocal de impulso plano como principal característica, o que reduz sua assinatura de radar”, disse o CEO da Rostec, Sergey Chemezov. A produção em série do jato furtivo deve iniciar em 2024, com a Força Aérea Russa recebendo sua primeira unidade no mesmo ano. 

Como observou Yury Slyusar, CEO da United Aircraft Corporation (UAC), o trabalho no programa Okhotnik é uma área chave para a Sukhoi Company e a UAC. “Hoje estamos fazendo todos os esforços para concluir os testes o mais rápido possível e lançar a produção em série”, disse o presidente-executivo.

O S-70 Okhotnik (Caçador) foi desenvolvido pela Sukhoi empregando o design de asa voadora. A aeronave tem peso de decolagem de 20 toneladas e pode desenvolver uma velocidade em torno de 1.000 km/h, sendo capaz de empregar mísseis ar-ar e armamentos ar-solo. 

O primeiro voo do UCAV Stealth foi realizado em 03 de agosto de 2019, com uma duração de 20 minutos. No mês seguinte, o S-70 voou em formação com o caça furtivo Su-57 Felon, operando sob o modo automatizado. 

A Rússia pretende integrar o Su-57 junto do S-70 nos mesmos esquadrões, sob o conceito Loyal Wingman. Também se estuda o desenvolvimento de uma versão de dois assentos do Su-57, onde o militar no assento traseiro ficaria responsável por comandar e gerenciar até oito drones em combate. 

S-70 Su-57
Su-57 em formação com um drone S-70. Foto: Ministério da Defesa Russo.

DEIXE UMA RESPOSTA