SAAB Gripen E- Foto: SAAB

A fabricante sueca SAAB fez uma nova proposta do seu caça Gripen E para a Índia visando assim o programa indiano Make in India’.

De acordo com Mats Palmberg, chefe da campanha Gripen Índia, “o foco é fornecer conteúdo e recursos nacionais para poder alcançar a autossuficiência (para a Índia) para as necessidades de amanhã”, publicou o jornal The Tribune.

A nova proposta sueca vem após a SAAB ser rejeitada na competição de novos caças para a Índia, competição essa que foi vencida pelo francês Dassault Rafale.

Foto – Divulgação

Uma das novas ofertadas apresentadas é a possibilidade de integrar mísseis feitos na Índia ao caça Gripen E

“Queremos ter vários parceiros para a solução ‘Make in India’ e estamos ansiosos para trabalhar com indivíduos para estabelecer nosso ecossistema. Estamos em contato com parceiros internacionais para satisfazer as necessidades nacionais“.

Ainda foi afirmado por Palmberg que está sendo estudado criar um corpo industrial avançado, a Indian Aircraft Company (INAC).

Caso a Índia escolha o Gripen E o lote seria de 114 caças Gripens E, sendo que o país asiático teria uma grande participação na produção do caça, fazendo jus assim ao programa ‘Make in India’.


SAAB Gripen E- Foto/Divulgação: SAAB

O Gripen E é um caça de geração 4º ++ (ou plus). O caça tem capacidade de transportar mísseis BVR (além do alcance visual) Meteor, atingir velocidade de Mach 2, de ter capacidade supercruise, capacidade de guerra eletrônica, dentre outras.

Atualmente o caça sueco alcançou as vendas na própria força aérea sueca no Brasil. Vale lembrar que o primeiro Gripen brasileiro já está no país passando por testes. As primeiras das 36 unidades do caça estão previstas de chegar em 2021.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA