Saab propõe produzir o Gripen E no Canadá

Caças SAAB Gripen E- Foto/Divulgação: SAAB

A Saab está participando de uma seleção do Canadá para novos caças, concorrendo também com a Lockheed Martin, que fornece o F-35A, e a Boeing, que fornece o F-18 Super Hornet.

A Saab, por sua vez, aposta na nova plataforma do Gripen E, escolhida pelo Brasil, para ganhar a concorrência de novo vetor de defesa do Canadá, que pretende substituir em breve os seus caças CF-188 Hornet da Royal Canadian Air Force (RCAF).

E um dos diferenciais da proposta da Saab é permitir a fabricação do Gripen E no Canadá, assim como a fabricante também implementou no Brasil um centro de produção do Gripen E.

Enquanto a montagem da aeronave seria feita pela IMP Aerospace & Defense em suas instalações em Enfield, os sistemas de missão de combate seriam construídos e mantidos em uma das duas novas instalações de pesquisa propostas para a área de Montreal.

O centro de produção se tornaria um ponto para a transferência de conhecimento e propriedade intelectual (IP) associados aos sensores, guerra eletrônica e sistemas de combate, dando ao Canadá maior controle sobre sua capacidade de atender aos requisitos das missões do NORAD e da OTAN.

As outras fabricantes, Boeing e Lockheed Martin, não tem propostas iguais para seus caças, porém o F-35 já é um caça da geração atual, enquanto o Gripen E é de 4ª Geração Plus (++).

Embora o Gripen Center em Montreal pode ser exclusivo do Canadá, a Saab vai capitalizar sua experiência brasileira com transferência de conhecimento “para mitigar quaisquer riscos”.


Dessa forma, um possível Gripen E do Canadá pode ter um desenvolvimento semelhante ao do Brasil, porém, com maior agilidade para a entrega, visto que a certificação do caça está próxima.

 

DEIXE UMA RESPOSTA