A Safran firmou uma parceria entre a China e a França para desenvolver um sistema que possibilite um taxiamento totalmente com propulsão elétrica.

A tecnologia será desenvolvida em conjunto com a Escola Nacional de Aviação Civil da França (ENAC) e a Universidade de Aviação Civil da China (CAUC). O foco dessas duas instituições será desenvolver métodos de operação em alguns aeroportos da Ásia e Europa, mostrando a viabilidade da tecnologia.

O sistema tecnológico será aproveitado de um projeto anterior da Safran, que foi desenvolvido em parceria com a Airbus e a Honeywell.

Parte verde representa o taxiamento sem motores.

“Esta solução seria especialmente vantajosa em aeroportos muito movimentados, onde as operações de taxiamento podem levar até 40 minutos”, disse a Safran.

Isso permite que os motores operem em um regime de potência reduzido quando em solo, diminuindo o consumo de combustível, visto que o deslocamento da aeronave será realizado através de motores instalados nas rodas do avião.