Após minuciosa bateria de testes, o satélite sino-brasileiro CBERS-4A está pronto para o transporte à China, onde acontecerá seu lançamento no final deste ano.

Foram quase dezoito meses para a montagem completa e verificação da estrutura, painel solar, sistemas e câmeras que, do Espaço, ajudarão o Brasil a contribuir para o desenvolvimento sustentável da Terra.

O CBERS-4A passou por testes vácuo-térmicos, de interferência e compatibilidade eletromagnéticas, vibração e acústica, entre outros, concluídos no final de abril. Em seguida, o satélite foi embalado e agora aguarda o embarque num Boeing 747 que partirá do aeroporto de São José dos Campos (SP) com destino a Pequim. O voo está previsto para o dia 27 de maio.

Este é o sexto satélite feito em parceria com a China – o primeiro foi lançado em 1999 – e resultado do primeiro acordo de cooperação em alta tecnologia entre dois países do Sul, firmado em 1988. No Brasil, o desenvolvimento do Programa CBERS (sigla em inglês para Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres) cabe ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Uma das mais importantes iniciativas pela capacitação e crescimento do mercado de alta tecnologia no país, o CBERS é utilizado no monitoramento de biomas, agricultura, crescimento urbano, gerenciamento hídrico e de desastres naturais.

A fase de montagem, integração e testes (AIT) do CBERS-4A foi realizada totalmente no Brasil, nas instalações do Laboratório de Integração e Testes (LIT) do INPE, em São José dos Campos. Único laboratório do Hemisfério Sul capaz de integrar e realizar testes completos de satélites e seus subsistemas, o LIT/INPE simula todas as condições que o satélite irá enfrentar desde o seu lançamento até o final de sua vida útil no espaço.

 

Via – INPE