Segundo fontes, Boeing e Transport Canadá realizam testes de voo no 737 MAX

737 MAX

(Reuters) – Pilotos da Boeing e da Transport Canada decolaram na manhã desta quarta-feira(26) em um voo de teste do jato 737 MAX, suspenso em todo o mundo após dois acidentes fatais, de acordo com uma fonte do setor e dados da FlightAware.

O teste das atualizações de segurança ocorre dois meses após outra avaliação da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA). Ele marca mais um passo crucial no demorado caminho da Boeing para retomar o serviço comercial do jato.

O voo estava programado para decolar do aeroporto de King County, também conhecido como Boeing Field, mostraram os dados da FlightAware. Os testes da agência reguladora canadense são parte de uma revisão independente para validar as mudanças propostas pela Boeing para a aeronave, disse a Transport Canada.
 

O 737 MAX foi suspenso em todo o mundo em março de 2019 após acidentes na Etiópia e na Indonésia mataram 346 pessoas.

A Transport Canada, apontada como primeira reguladora de fora dos EUA a conduzir tais testes, também está se preparando para participar da Joint Operational Evaluation Board (Joeb), liderada pelos EUA, que avaliará os requisitos mínimos de treinamento de pilotos com parceiros da Europa e do Brasil.

A Joeb está prevista para meados de setembro, de acordo com uma pessoa informada sobre o assunto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA