Segundo jornal, Lufthansa deverá realizar corte de 30 mil empregos neste mês

A companhia aérea de bandeira alemã, Lufthansa, está se preparando para desligar cerca de 30 mil funcionários. Além disso, a companhia também deverá cortar mais 10 mil funcionários a partir de janeiro de 2021.

A notícia dos cortes vem de um jornal alemão, além disso, segundo a publicação a Lufthansa pretende vender sua divisão de catering LSG. Os funcionários que deverão ser cortados são os que trabalham fora da Alemanha. 

Em uma carta interna enviada a todos os funcionários da Lufthansa, a empresa afirma que o ambiente da aviação não era claro e bem difícil de fazer previsões. 

“Ninguém pode prever com segurança esses efeitos. No entanto, estamos determinados a preservar pelo menos 100.000 dos 130.000 empregos atuais do Grupo Lufthansa. Mesmo que atualmente não tenhamos trabalho quase suficiente para uma força de trabalho deste tamanho. Depois de um verão que deu a todos nós motivos para ter esperança, agora estamos mais uma vez em uma situação que equivale a um bloqueio em vigor.”

Ainda não se sabe a veracidade dos cortes de acordo com o jornal alemão Bild am Sonntag, publicado no último domingo(06/12). Segundo a Reuters, o Grupo Lufthansa pretende cortar cerca de 7.500 funcionários e mais 20 mil com bases fora da Alemanha.

Segundo consta na carta interna, o corte de funcionários é necessário para manter o caixa da empresa em dia, diante da drástica redução de viagens. O Grupo Lufthansa tem custo diario de pelo menos US$ 14,5 milhões.

A segunda onda da pandemia parece já dar sinais na Europa e com isso a Alemanha já realizou um bloqueio parcial de viagens. Devido a isso, a Lufthansa se tornou pessimista diante do cenário de recuperação mesmo tendo visto um aumento de 400% em suas reservas há algumas semanas.


A Lufthansa já recebeu um aporte financeiro do governo no inicio da pandemia no valor de US$ 3,64 bilhões. Entretanto, com uma frota diversa, uma malha grande e bastante funcionários a companhia ainda sim anunciou um prejuízo no entanto alto no último trimestre no valor de US$ 1,6 bilhão.

Em breve a Lufthansa deverá operar cerca de 25% de toda a sua capacidade operacional e além disso,  a companhia deverá realizar uma coletiva para anunciar formalmente os cortes dos funcionários na próxima segunda. 

DEIXE UMA RESPOSTA