O segundo avião Irkut MC-21 fará seu primeiro voo em fevereiro, de acordo com o vice-primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Rogozi.

A possível dada do primeiro voo, de acordo com Rogozi, ronda entre a última semana de fevereiro e pode se estender até março, se os engenheiros encontrarem dificuldades nos testes em solo.

Enquanto isso a estatal Irkut prossegue com os voos de testes do primeiro MC-21, que já realizou 33 decolagens e pousos até o momento.

De acordo com a fabricante, outros aviões estão sendo fabricados para a campanha de testes, focando na certificação do avião. Um deles será equipado com os motores PD-14 da Aviadvigatel, de concepção russa.

Rogozin ainda disse que a fabricação em série do MC-21 será iniciada em 2019, mas equipado somente com os motores Pratt & Whitney PW1400G.

O MC-21-300 tem capacidade para 163 a 211 passageiros, sempre em configuração de duas classes. A Irkut promete um custo até 15% menor de operação do MC-21 em comparação com os concorrentes atuais, como o 737 MAX 9 e o A321neo, boa parte devido ao projeto novo e com tecnologias bem atuais nos materiais incorporados na aeronave e também nos demais sistemas.

O desenvolvimento do MC-21 começou em 2008, quando a Irkut aprovou as primeiras características da aeronave, o primeiro voo do avião estava previsto para 2016, mas alguns atrasos no projeto da aeronave levaram essa data para 2017. Apesar disso a Irkut progride bem com os testes, utilizando da sua experiência anterior com as empresas Sukhoi, Yakovlev e Tupolev, essas três, juntamente com a Irkut fazem parte da UAC.

Ao todo a Irkut tem 175 encomendas, com mais 100 opções de compra para o MC-21, a maior parte de companhias da Rússia, como a Aeroflot. A certificação do MC-21 está prevista para 2018 na Rússia, seguida pela certificação da EASA em 2019, após ganhar o certificado de tipo a Irkut poderá iniciar as entregas do MC-21 para as companhias aéreas.