Sem confiança em empréstimo estatal, British Airways pode demitir 12000

A British Airways, sem confiança que conseguirá um grande empréstimo estatal, já está fazendo um programa de reestruturação, para apoiar um futuro saudável da companhia.

Nesse programa de reestruturação a British Airways pode demitir até 12000 funcionários, ao reduzir a sua frota e terceirizar várias áreas da empresa.

O sindicato de cockpit do Reino Unido, BALPA, diz que a divulgação “veio do nada”, acrescentando que os funcionários da British Airways estão “devastados”.

A British Airways afirmou que notificou seus sindicatos sobre a medida e – embora permaneça sujeita a consulta – é provável que a proposta afete a “maioria” dos funcionários da companhia aérea britânica.

Durante o primeiro trimestre, o Grupo IAG, do qual a British Airways faz parte, gerou um prejuízo operacional de € 535 milhões, com prejuízo líquido de € 1,3 bilhão.

A BA sofreu a maior parte do impacto financeiro, seguida pela Iberia e Aer Lingus.

Vale ressaltar que a British Airways está com praticamente 95% da sua frota no chão, e colocou até funcionários no programa de apoio do governo britânico em abril, para que os salários destes sejam pagos no âmbito do programa de auxílio à pandemia.


 

DEIXE UMA RESPOSTA