Home Militar Sérvia negocia compra de caças Rafale com a França

Sérvia negocia compra de caças Rafale com a França

Dassault Rafale EAU
Dassault Rafale F3-R. Foto: Dassault/Divulgação.

A Sérvia está há pelo menos um ano negociando a compra de 12 caças Dassault Rafale com o governo da França, revelou o presidente do país Aleksandar Vučić. Aleksandar confirmou que o país deseja comprar os aviões franceses para modernizar sua força aérea. 

“Estamos negociando há um ano a compra de 12 novos Rafales e estamos negociando com outro país a compra de 12 Rafales usados”, afirmou o presidente inicialmente ao portal de mídia local Politika.  

A fala do presidente sérvio chamou atenção, já que nenhum outro país demonstrou intenção de se desfazer de seus Rafales. Na verdade, Grécia e Croácia, duas das quatro últimas nações que adquiriram o jato de combate francês, compraram unidades usadas dos estoques da Força Aérea Francesa. 

Posteriormente, Aleksandar esclareceu sua posição à Reuters, dizendo que os jatos usados ​​não seriam necessariamente Rafales e viriam de um país ocidental não especificado. 

rafale haf
Caças Rafale da HAF.

Ainda em dezembro o o Ministro da Defesa Nebojsa Stefanovic já havia mencionado o desejo de comprar o Rafale. “Modernizar a frota de caças sérvios é um empreendimento caro que precisa ser considerado estrategicamente. A Força Aérea disse ao presidente que atualmente está mais inclinada a comprar o Rafale de fabricação francesa. Mas depois que terminarmos com uma análise completa, vamos ver o que a Força escolhe”, afirmou o Ministro à Rádio Televisão da Sérvia.

Apesar da preferência da Força Aérea pelo caça francês, o governo também estaria avaliando o Su-30SM Flanker-C russo. A Força Aérea e Defesa Aérea da Sérvia possui 13 caças MiG-29 Fulcrum em sua frota. 

Os sérvios sempre tiveram uma tradicional parceria com a Rússia no setor de defesa, mas tem se distanciado. Recentemente o país adquiriu três sistemas de mísseis antiaéreos FK-3 da China. O transporte da primeira unidade levou seis aviões cargueiros Y-20 ao país, chamando atenção de observadores de defesa e aviação. O FZ-3 é uma versão de exportação do HQ-22, similar ao S-300 russo e o Patriot norte-americano. 

MiG-29 Sérvia
MiG-29 Fulcrum da Sérvia. Foto: Srđan Popović (CC BY-SA 4.0)

Milan Karagaca, do Centro de Política Externa de Belgrado e ex-adido militar da OTAN, disse que “o fato de os aviões serem feitos pela França pode indicar que a Sérvia está se desconectando da tecnologia militar russa… Politicamente é um sinal de aproximação da União Europeia.”

A recente invasão da Ucrânia pela Rússia também poderá ter efeitos na relação entre Belgrado e Moscou. 

A Sérvia também encomendou nove helicópteros H145M da Airbus em 2017, seis drones de ataque CH-92A chineses em 2020 e está considerando a aquisição de drones táticos Bayraktar TB-2 da Turquia.